O Patinho Feio, O Gato Desgrenhado e As Galinhas Vesgas do Mundo

A Téspis Cia de Teatro, desde sua fundação em 1993, tem se dedicado, entre outras atividades artísticas, à pesquisa do teatro para a infância e adolescência. Uma das principais preocupações em suas montagens é levar a esse público um trabalho que o respeite enquanto espectador com características próprias e que possui a capacidade de dialogar com signos, símbolos e, sobretudo, com o universo lúdico. Diante disso, a companhia tem se dedicado a elaborar um trabalho que possa oferecer camadas de leitura, abrindo espaço para a imaginação, onde a criança se sinta convidada a fazer parte de uma experiência.

A partir de “Um, Dois, Três: Alice!” (inspirado em “Alice no País das Maravilhas” de Lewis Carroll), a companhia passou a aventurar-se pelos caminhos dos clássicos, oferecendo-lhes uma releitura que dialogue com a criança do mundo contemporâneo.

O interesse na história de “O Patinho Feio”, nasceu principalmente pelo fato do assunto central tratar da diferença entre os seres e a maneira como se lida com ela; pauta bastante pertinente nos dias atuais.

Além disso, nessa montagem a companhia aproveita para dar continuidade à pesquisa de linguagem que investe na relação corpo/espaço/ambientação sonora, chegando a extinguir totalmente nesse caso, o uso da palavra.

Téspis Cia de Teatro

foto by Julian Cechinell

Release

foto by Julian Cechinell

.

A Téspis Cia. de Teatro apresenta um espetáculo dedicado às crianças, numa versão inédita do conto consagrado “O Patinho Feio”. A releitura é intitulada “O Patinho Feio, o Gato Desgrenhado e as Galinhas Vesgas do Mundo” e explora de forma criativa e lúdica o potencial de significados que a história original apresenta.

Indicado para um público mirim com idade a partir de 03 anos, o trabalho apresenta uma encenação que dialogam com a criança contemporânea. “Criamos um espetáculo que aposta na capacidade dos espectadores em construir, a partir das sugestões dadas pela encenação, sua própria versão da história e dos personagens”, comenta o diretor do espetáculo, Max Reinert. Buscando escapar das versões clássicas, os atores trabalham com jogos de improvisação, elementos cenográficos, ambientação sonora e linguagem corporal.

Além de aguçar a imaginação dos pequenos, a peça traz um tema atual: as diferenças entre os seres e principalmente como lidar com elas. A ideia desta nova montagem nasceu da necessidade de dar continuidade ao processo criativo da companhia iniciado com a peça “Um, Dois, Três: Alice!” (inspirado em “Alice no País das Maravilhas“, de Lewis Carroll), estreado em 2013; onde o ponto de partida se encontra na releitura de textos clássicos.

O espetáculo “O Patinho Feio, O Gato Desgrenhado e As Galinhas Vesgas do Mundo estreou no dia 20 de maio de 2017, na Itajaí Criativa – residência artística, em Itajaí (SC). Antes disso fez uma pré-estreia no SESC – Itajaí. Participou dos seguintes eventos:

* 1º Arrastão Cultural, em Itajaí (SC), em junho de 2017
* 1º Festinfante – Festival de Teatro e Artes Integradas para Infância, em Itajaí (SC), em julho de 2017
* 45º Fenata – Festival Nacional de Teatro de Ponta Grossa, (PR), em novembro de 2017

foto by Julian Cechinell

Ficha Técnica

Atuação: Denise da Luz , Fabricio de Carvalho e Mônica Torinelli
Dramaturgia e direção: Max Reinert
Ambientação Sonora: Hedra Rockenbach
Figurinos: Denise da Luz
Costuras: Lélia Machado de Melo e Vilma Costa da Luz
Cenografia e adereços: Max Reinert e Denise da Luz
Maquiagem: Téspis Cia. de Teatro
Iluminação: Flávio Andrade
Operação técnica: Jônata Gonçalves e Max Reinert
Vídeo e teaser: Criadoria
Fotografias: Julian Cechinell
Assessoria de Comunicação: Camila Gonçalves
Produção executiva: Jônata Gonçalves
Patrocínio: Unimed Litoral, através da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, Fundação Cultural de Itajaí e Prefeitura de Itajaí

foto by Julian Cechinell

Sinopse

Ao nascer numa ninhada à beira do lago, o Patinho Feio é mandado embora por ser diferente dos outros.  Na busca por um novo lar, percorre vários caminhos, até encontrar um Gato Desgrenhado e uma Galinha Vesga. Novas e inusitadas situações surgem do encontro entre esses três seres tão diferentes entre si, mas que nos convidam a pensar sobre respeito, afeto e aceitação.

 

foto by Julian Cechinell

Necessidades Físicas

Espaço Cênico –
Sala com disposição frontal de plateia, com as seguintes dimensões mínimas:
09 metros de largura
06 metros de profundidade
04 metros de altura

Iluminação
20 refletores PAR LED
05 refletores PC 1000W
04 refletores Elipsoidais (com íris)

Sonorização
Caixas com alta potência. Mesa de som com entrada para notebook.

Transporte
04 pessoas
(03 [três] atores e 01 [um] técnico)
Cenários são transportados com o grupo
Há excesso de peso.

clique para ampliar